Quarta Feira,08 de Julho de 2020 São 10h31

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Aumenta para 11 os casos confirmados de coronavírus em Vera o que preocupa a secretaria de saúde

Secretário de Saúde e coordenadora da vigilância epidemiológica falam sobre o aumento de casos do covid-19 em Vera e esclarecem algumas dúvidas da população.
09/06/2020 - 13:40:54

Na manhã desta terça-feira (09) o boletim informativo diário do coronavírus sofreu mais uma alteração o que tem deixado a Administração Municipal, o secretário de saúde Waldir Alessandro Gabriel, a coordenadora da vigilância epidemiológica e da atenção básica de Vera Ivânia Totti Ferreira, e toda a equipe da saúde do Município de Vera, muito preocupados. O município confirmou nas últimas 24h mais 4 casos positivos do covid-19 totalizando 11 casos confirmados da doença, destes três pacientes estão em estado grave internados em outros município, Sinop, Sorriso e Várzea Grande.

Ao todo o boletim mostra 12 pessoas com a suspeita da doença, e 28 pessoas em acompanhamento e isolamento. Como em todas as vezes que o boletim sofre uma alteração o secretário de Saúde, juntamente com a coordenadora da vigilância epidemiológica, deram uma entrevista onde falaram sobre o aumento de casos, esclareceram algumas dúvidas da população e reforçaram o pedido de apoio e ajuda da sociedade verense.

“Estou aqui novamente para passar os números do nosso boletim informativo diário. De ontem para hoje tivemos um aumento muito alto dos casos hoje temos 11 casos confirmados de covid-19, de 7 foi para 11 não deu 24 horas. Os casos suspeito continuam 12, os descartados continuamos com 7, e os acompanhamentos/isolados subiu para 28. São muitas pessoas contaminadas pelo vírus. E eu estou aqui de novo como secretário de Saúde pedindo para cada um de vocês fazer a sua parte. Só saiam de casa se for de extrema necessidade. Procurem as unidades de saúde se de fato estiverem doentes e não puderem esperar, não vão a uma unidade de saúde correr o risco de pegar o vírus. O vírus está em qualquer lugar, evitem de sair de casa. Aquelas pessoas que estão acostumadas a ir no mercado uma vez por dia, vai uma vez por semana e comprar tudo que tiver que comprar, para evitar levar o vírus para sua casa. Eu estou pedindo por favor que cada um de vocês façam a sua parte e nos ajude porque juntos vamos vencer este covid-19”, destacou o secretário.

Ivânia esclareceu algumas dúvidas da população. “O que um é caso suspeito? Novamente a gente vem aqui esclarecer por que as dúvidas estão sendo muito discutidas. Quando a pessoa é isolada por caso suspeito é porque ela está com os sintomas da doença, então o paciente fica como isolamento domiciliar como caso suspeito. O paciente que está como acompanhamento/isolamento domiciliar é por que teve contato com uma pessoa que está com a suspeita da doença que são normalmente pessoas próximas familiares, namorados, amigos pessoas que tem o convívio próximo com o paciente que está com a suspeita”, explicou Totti.

A coordenadora expôs ainda sobre como está sendo feito o atendimento aos pacientes que testaram positivo para covid-19 e estão em isolamento em casa. “Os pacientes que são casos positivos e que estão em isolamento domiciliar, estão sendo acompanhados pelas unidades, porém, estamos seguindo as regras do Ministério da Saúde. O que são essas regras? Evitar a exposição dos nossos profissionais da saúde. Então existem muitos comentários dos pacientes que estão em isolamento quanto a isso. Quero deixar bem claro que os pacientes que estão em casa estão recebendo apoio da equipe, tanto a parte psicológica, quanto com a parte da enfermagem e equipe médica que é feito via telefone a cada 24h. Então este paciente não está desassistido, no entanto, a forma de contato com o paciente é diferenciada. Então ele recebe todas as orientações, as medicações porque o agente de saúde está dando este suporte, está indo na casa do paciente e entregando a medicação evitando o contato próximo, porque nós também precisamos pensar nos nossos profissionais da saúde”, reiterou.

Ivânia finalizou falando sobre um pedido que a população tem feito em relação a divulgação dos nomes dos pacientes tanto positivos quanto os suspeitos e das pessoas em acompanhamento/isolamento. “Em relação às dúvidas sobre a divulgação dos nomes dos pacientes, enquanto equipe da saúde não podemos fazer isso, não podemos divulgar nomes de pacientes por que isso entra no quadro de ética. E uma coisa importante que nós estamos observando ao longo desta pandemia é que pessoas às vezes descobrem o nome do paciente, que está como positivo, ou como suspeito, e tem pegado fotos dos pacientes em redes sociais pessoais das pessoas, como facebook e estão expondo em grupos. E a gente precisa destacar que isso é crime, e que isso não vem da parte da saúde. Nós da equipe da saúde não divulgamos nomes”, concluiu Ivânia Totti Ferreira.

Fonte:Dieny Vieira