Terça Feira,01 de Dezembro de 2020 São 14h42

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Coordenador chefe de transporte da Secretaria de Saúde tranquiliza a população sobre a desinfecção das ambulâncias

Cada vez que é usada para buscar e levar um paciente a ambulância é devidamente higienizada, veículos e o micro-ônibus também recebem a desinfecção
28/07/2020 - 14:29:53

Na manhã desta terça-feira (28) a equipe de motoristas da Secretaria de Saúde e Saneamento de Vera mostrou como é feita a desinfecção das ambulâncias após o uso por pacientes positivos ou suspeitos de contaminação pelo Covid-19. Cada vez que a equipe volante busca um paciente para ir até o Pronto Atendimento (P.A), fazer exames ou consultas e o leva novamente para sua residência o motorista fica incumbido de realizar a desinfecção da mesma. Quem explicou como é feito todo o processo foi o Wilson Antônio de Souza que é coordenador chefe de transporte da Secretaria de Saúde.

“O motorista quando vai buscar o paciente está todo paramentado com os EPIs conforme o Ministério da Saúde orienta. Ele chega no P.A com o paciente espera ele ser atendido leva o paciente novamente em casa. E ao chegar aqui novamente ele realizada a esterilização da ambulância com o produto que é preparado pelos profissionais lá dentro do P.A. E tem a máquina com que é feita esta esterilização. Assim que a higienização é feita a ambulância vai ficar aqui parada alguns minutos até finalizar o processo. O motorista vai até uma sala específica do Pronto Atendimento, onde ele vai tirar os EPIs e colocar outros novos para ir buscar outro paciente”, destacou o Wilson.

Além da desinfecção das ambulâncias, o mesmo trabalho é feito com os veículos e com o micro-ônibus que realiza o transporte de pacientes. O coordenador chefe tranquilizou os pacientes que necessitam de transporte da Secretaria. “A população pode ficar tranquila, assim que é feita a desinfecção da ambulância com os produtos que são utilizados após dois minutos ela já está livre, limpa. Então todos podem ficar tranquilos com relação a isso. Existe um cuidado muito grande com os nossos veículos. E se alguém precisar de um transporte seja de ambulância, de carro, ou do micro-ônibus podem ficar tranquilos que todos eles são esterilizados”, expôs. 

Wilson contou ainda que os pacientes que precisam usar o transporte do micro-ônibus para ir para outra cidade tem a temperatura aferida pelos motoristas e se o paciente tiver alteração da mesma é encaminhado para uma unidade de saúde e não segue viagem com os demais. No micro-ônibus o paciente só entra com máscara e ao subir também recebe o álcool para esterilizar as mãos e o distanciamento também é respeitado no interior do veículo.

Fonte:Dieny Vieira