Sábado,07 de Dezembro de 2019 São 00h34

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Sobrevivente de acidente que matou 3 era único com cinto de segurança

29/12/2012 - 16:15:00

Único sobrevivente do acidente que matou três pessoas, incluindo uma grávida de 4 meses, na madrugada deste sábado, o jovem Cleovan Ramos Bueno, 22, era único no veículo que usava cinto de segurança no momento do capotamento.

Por ser o único a se prevenir no trânsito, Cleovan chegou a ouvir uma piada dos amigos antes do acidente. “Não sei por que está colocando o cinto, não confia nas minhas habilidades não?”, teria questionado o motorista Mailon Cezár ao amigo.

O sobrevivente segue hospitalizado no hospital Nossa Senhora Sant’Ana, em Nortelândia, nas proximidades do local do acidente. Cleovan sofreu um corte na orelha, fraturas no braço e no antebraço direito, mas está fora de perigo.

Um policial militar ouvido pelo Repórter News afirmou que a polícia não descarta a possibilidade de o acidente ter sido causado por embriagues do motorista. “Algumas pessoas, inclusive parentes, disseram tê-los visto bebendo num bar da cidade na noite de ontem, isso pode indicar que eles estavam sob o efeito do álcool” informou o soldado Macedo.

“Eu disse a eles para não irem porque estavam visivelmente embriagados, mas estavam decididos e pegaram a estrada para morrer infelizmente” lamentou uma testemunha ao Repórter News que preferiu não se identificar, mas garantiu ser parente das vítimas.

A jovem Daiane Glória de Almeida, 24, que estava grávida de quatro meses acabou sendo arremessada do carro e parou de bruços a aproximadamente 40 metros de distância do veículo. Ela estava no banco ao lado do motorista e sem cinto de segurança.

Jonatan Gomes Farias, 22, também foi arremessado para fora do veículo e morreu na hora.

O único sobrevivente do acidente relata que dormiu no trajeto e não se lembra do que teria motivado o acidente. Ao acordar após o capotamento, no escuro, pegou o celular e ligou para o pai informando do acidente, mas não conseguiu repassar a localização da batida, o que dificultou o socorro. Com Repórter News.

Fonte:Olhar Direto