Sábado,07 de Dezembro de 2019 São 00h33

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Sorriso, Ipiranga e Tapurah decretam estado de emergência

24/02/2014 - 13:06:00

O prefeito de Sorriso Dilceu Rossato decretou estado de emergência  no município de Sorriso,  devido ao risco eminente dos produtores  perderem a safra por  falta de pontes e estradas em condições  de trafegabilidade, estragos estes provocados pelas constantes  chuvas. Segundo Ederson Dalmolin,  vice-prefeito e  Secretario de Cidade,    a decisão deve  ser  tomada nas próximas  horas. “Nós recebemos  um ofício do sindicato atestando as  inúmeras situações  de  estragos provocados pelas chuvas, onde tem causado um problema  sério nas pontes e  bueiros das estradas onde é escoada a safra agricola que esta sendo colhida,  pois tudo já começou a brotar na roça. Temos um perda de soja e também na questão da  safrinha do milho, porque não colhendo a soja  em mais  três ou quatro dias  fecha-se  a janela ideal  para o plantio do milho e  temos em torno de  60% da  a safrinha que ainda não  foi plantada, então o comprometimento da safrinha de milho é  iminente(...), mas com relação ao prejuízo na soja, ainda  a gente não tem a dimensão, mas nós temos  relatos de inúmeros produtores que já estão perdendo  e ainda com o agravante  de não plantar  a safrinha de milho e  feijão. Com isso poderá   ter perda na cultura do  algodão também.” Disse no final da tarde de sexta(21) ao MTnotícias.net , Xuxu Dalmolin.

 

Ainda segundo o vice-prefeito, esta  sendo feito um levantamento, onde será gerado um relatório sobre a necessidade da decretação do estado de emergência:. “Estamos   finalizando neste  final de  semana  um levantamento. Estamos  visitando todas as regiões, fotografando, conversando com as pessoas e faremos um relatório final. Se  for realmente necessário  decretaremos o estado  de emergência.”

 

Com o decreto de emergência, Xuxu acredita conseguir  apoio do  governo federal e estadual,   disponibilizando recursos  afim de  reparar os danos e diminuir  as perdas  dos produtores e  do próprio município. “Visaremos buscar  apoio do   governo do estado e governo federal, para recuperar as  estradas e  dar condições  aos alunos  irem as escolas  e tudo mais, por que são muitos os problemas. Nós vamos ter que refazer inúmeras pontes e  tem bastante coisa  que ainda infelizmente esta sendo danificado.”  Comentou.

 

Com a decretação de estado de emergência,  grande  parte da burocracia dos serviços públicos são "retirados", possibilitando que recursos financeiros  seja disponibilizado mais  rapidamente para  a reparação dos danos. Dalmolin acredita que o momento é  de apoiar os produtores. “Além da burocracia, nós vamos buscar  o apoio do governo estado e federal, porque o imposto  na sua maioria fica lá e agora o  produtor  precisa deste apoio  porque se der uns dias de  sol, nós vamos ter que arrancar o que puder das lavouras e o mínimo que o poder público pode  dar é uma condição de escoamento e hoje não temos  essa condição com a  estrutura que se encontra ai. Então nós estamos trabalhando junto com o sindicato, com  o setor produtivo, para  buscar nesta  situação de emergência para  pelo menos  amenizar os problemas. Infelizmente o prejuízo já é iminente  ” Lamentou  Xuxu.

 

Fonte:primeiramaomt