Quinta Feira,15 de Novembro de 2018 São 12h37

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Celebração da Vida Eterna

O dia de finados, ou seja, dia dos mortos celebrado em 2 de novembro relembra o fim da vida terrena, seja ela humana, animal e vegetal e, registra a celebração da vida eterna das pessoas falecidas...
05/11/2012 - 10:00:00

O dia de finados, ou seja, dia dos mortos celebrado em 2 de novembro relembra o fim da vida terrena, seja ela humana, animal e vegetal e, registra  a celebração da vida eterna das pessoas falecidas.

Segundo a história desde o século 1º, os cristãos rezam pelos falecidos; costumavam visitar os túmulos dos mártires nas catacumbas para rezar pelos que morreram sem martírio.

No século 4º, já encontramos a Memória dos Mortos na celebração da missa.

Desde o século 5º, a Igreja dedica um dia por ano para rezar por todos os mortos, pelos quais ninguém rezava e dos quais ninguém se lembrava.

Desde o século XI, os Papas Silvestre II (1009), João XVIII (1009) e Leão IX (1015) obrigam a comunidade a dedicar um dia por ano aos mortos.

Desde o século XIII, esse dia anual por todos os mortos é comemorado no dia 2 de novembro.

É de costume no dia de finados homenagearem os entes queridos através de oração e colocando velas e flores para enfeitar os túmulos. 

A passagem do dia de finados é marcada por muita saudade, recordação e dor.

Com certeza, todas as pessoas sentem muito a ausência das pessoas que amam, mas a esperança dos vivos é de que os entes falecidos tenham sido aceitos no reino de Deus. Na minha concepção a morte não é o fim de tudo. É uma passagem deste mundo para o outro mundo, ‘o mundo divino e eterno’.

Por esse motivo é importante orar muito para que eles sejam perdoados dos seus pecados e tenham o descanso eterno.

Fonte:Cristiane Guerreiro