Sábado,07 de Dezembro de 2019 São 00h35

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Ameaça de 'quebra-quebra' por garimpeiros mobiliza forças de segurança para desobstruir a BR-174

12/11/2015 - 12:53:00

As forças de seguranças e Executivo Municipal  debatem na manhã de hoje, 12, estratégia de atuação para a desobstrução da BR-174, na entrada da cidade de Pontes e Lacerda, a 440 km de Cuiabá. O protesto começou na data de 10 de novembro, após a desocupação da área ilegal de exploração de ouro batizada de 'Serra do Caldeirão'.  O temor das autoridades é de que os manifestantes iniciem uma ação de ‘quebra-quebra’ contra estabelecimentos comerciais da cidade.  As polícias buscam identificar os líderes do movimento, que concentra cerca de 200 pessoas.
 
Segundo a  Polícia Rodoviária Federal (PRF),  nas últimas horas os garimpeiros radicalizaram  o protesto e chegaram a impedir a passagem de veículos por meio de estradas vicinais empregadas como alternativas para o desvio. Existe ainda uma ameaça de promoção de atos de vandalismo em uma tentativa de forçar a legalização da atividade exploratória.
 
Nesta manhã, duas possibilidades são avaliadas pelas forças de segurança (que reúne as polícias Rodoviária Federal, Civil, Militar e Federal): a primeira quanto ao retorno da tropa de choque da PRF para Mato Grosso. Outra é quanto ao emprego da Força Nacional de Segurança para a liberação da rodovia federal.
 
“Os policiais da tropa de choque, que são especialistas na contenção de distúrbios vieram a Mato Grosso, mas por conta da interdição das rodovias no Rio Grande do Sul foram mobilizados para aquele Estado.  Esses policiais são especialistas nesse tipo de situação e a informação que nós dispomos é de que os garimpeiros estão irredutíveis”, explica o coordenador de comunicação social da PRF, Evandro Augusto.
  
Histórico 
 
O  acesso ao garimpo, que foi considerado ilegal pelo Ministério Público Federal por não ter autorização do Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM) para extração do ouro encontrado no local, foi bloqueado pelas forças de segurança na segunda-feira (10).

Há cerca de dois meses a pequena e jovem cidade do interior de Mato Grosso, Pontes e Lacerda, ganhou destaque pelo surgimento de um garimpo que atraiu a atenção de pessoas de dentro e de fora do Estado.

Considerado a nova “Serra Pelada” pela quantidade de minério, o local começou a ter seu subsolo explorado por pessoas sem preparo e autorização.  Na corrida pelo ouro, cerca de sete mil pessoas se deslocaram para a região. Para controlar a situação, município, estado e instituições federais se uniram para colocar em prática ações de proteção ao meio ambiente, regularização do garimpo ou desocupação do local.

Fonte:olhar direto- Patrícia Neves