Quarta Feira,28 de Outubro de 2020 São 16h35

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Instituto Butantan começa a testar em Mato Grosso vacina contra Covid

07/10/2020 - 18:27:51

Começou a operacionalização do estudo ProfisCOV em Mato Grosso, conduzido pelo Instituto Butantan e pelo Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá, como centro aplicador que consiste em testagem da vacina identificada como Coronavac (do laboratório Sinovac Life Science). Os voluntários nessa fase de avaliação da vacina são profissionais de saúde que trabalham na assistência à Covid-19 – médicos, enfermeiros, bioquímicos, farmacêuticos, técnicos de enfermagem, fisioterapeutas, psicólogos, nutricionistas, fonoaudiólogos, dentistas, desde que esteja atuando na atenção a pacientes com a doença e que são mais expostos aos vírus. Em Cuiabá devem ser 800 profissionais de saúde voluntários.

Esse projeto está sendo executado pelo Instituto Butantan em 16 Centros de Estudos espalhados em sete Estados, incluindo Mato Grosso, em parceria com o hospital. A primeira voluntária a receber a dose foi a médica infectologista do Hospital Julio Muller, Giovana Volpato Pazin Feuser. “Estou muito satisfeita em participar desse processo, tanto na perspectiva da área da Saúde como no exercício da cidadania. Senti-me muito segura com a confiabilidade dos procedimentos, que é referendada pela expertise do Butantan”, prosseguiu.

Cada voluntário receberá duas doses da vacina. A primeira no dia da inclusão na pesquisa e a segunda, entre duas a três semanas após.  Como será um ensaio randomizado, a probabilidade de receber placebo será de 50%, em relação 1:1, em estudo triplo cego. Nenhum evento adverso grave de relevância foi registrado.

O Instituto Butantan disponibilizará aos voluntários um aplicativo onde cada profissional poderá manifestar o interesse de participar. Tão logo manifeste o interesse, o voluntário será agendado para um determinado dia e horário.

Os voluntários deverão estar saudáveis, que nunca tiveram e que já tiveram Covid-19 considerando que a reinfecção é um fato já comprovado e será possível avaliar se a vacina protege tanto para a primeira infecção quanto para a reinfecção. Ao todo, 13 mil profissionais serão testadas em todo o Brasil.

A gerente de Operações Clínicas do Instituto Butantan, Ana Paula Batista e o coordenador local do ProfisCOV, professor Cor Jesus Fontes estiveram em Cuiabá.  “Esta iniciativa reforça a importância da articulação interinstitucional, aliando assistência e pesquisa, que convergem para promover soluções para a sociedade”, afirmou o gerente de Atenção à Saúde do hospital Cassiano Moraes Falleiros.

A superintendente, professora Elisabeth Aparecida Furtado de Mendonça, agradeceu a confiança depositada no hospital que faz parte da UFMT. “O Instituto Butantan tem atuado em parceria com o Hospital Julio Muller desde a vacina contra a dengue, consolidando o hospital como referência em pesquisa”, destacou.

A informação é da assessoria da Universidade Federal de Mato Grosso.

Só Notícias

Fonte:Só Notícias