Quinta Feira,23 de Maio de 2019 São 13h30

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Lavouras irregulares serão destruídas e produtores multados, diz presidente do Indea

08/03/2019 - 15:43:23

O presidente do Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Tadeu Mocelin, afirmou que as lavouras irregulares em Mato Grosso serão destruídas e os produtores autuados e multados por descumprimento da legislação.

Em entrevista ao LIVRE nessa quinta-feira (07), durante a entrega de 60 novos carros para o órgão, ele negou que o Indea tenha feito vistas grossas aos produtores que infringiram a lei.

A confusão em relação ao período legal para o plantio da commodity começou após a Aprosoja-MT deliberar em assembleia e sugerir um novo calendário, no qual, a Associação orientava e recomendava o plantio de sementes de soja para uso próprio em fevereiro. A assembleia foi realizada em 13 de dezembro de 2018 e desde então a discussão em torno do tema foi acesa.

“Vamos seguir a legislação. Essas propriedades estão sendo notificadas e os produtores serão autuados. Mas, lógico, eles têm direito a defesa, uma série de coisas”, disse o presidente do Indea.

Mocelin não soube precisar quantas propriedades serão notificadas, nem em quais municípios elas se encontram, mas a estimativa é de que cerca de 3 mil hectares de soja tenham sido semeados foram do período legal, que vai de 16 de setembro a 31 de dezembro, conforme Instrução Normativa Conjunta Sedec/Indea 002/2015.

“São poucas, mas estamos notificando ainda e não temos o relatório final”, disse.

Um servidor do Indea, que pediu para não ser identificado, afirmou que cinco ou seis propriedades já teriam sido autuadas pelo órgão em Mato Grosso, mas que o universo seria muito maior.

A multa para quem descumprir passa de R$ 4,1 mil, mais 2 UPF/MT por hectare plantado.

Fonte:Gabriele Schimanoski - O Livre