Quarta Feira,28 de Outubro de 2020 São 15h46

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Advogado apresenta graves acusações e pede impugnação da candidatura de Mauricio em Peixoto

Segundo informações, o candidato Mauricio Ferreira de Souza deverá ser intimado para se defender e se manifestar
07/10/2020 - 18:09:34

O advogado que representa a Coligação Honestidade e Compromisso, no município de Peixoto de Azevedo (673 km da capital) que tem como candidato a prefeito o vereador Nilmar Nunes de Miranda, o paulistinha (DEM), entrou com uma representação na Justiça Eleitoral, solicitando a impugnação do registro de candidatura do candidato Mauricio Ferreira de Souza (PSD).

Segundo advogado, foi ajuizada uma impugnação do registro de candidatura do atual prefeito e candidato a reeleição, dentro do prazo legal, sob a alegação que quando ele realizou o registro de sua candidatura, de forma dolosa e com clara intenção de ostentar abuso de poder político, ele mesmo tendo conhecimento, fez questão de constar em seu registro de candidatura, a coligação com o partido PSDB, mostrando à população, que ele tem o apoio do referido partido, à sua reeleição.

O ato foi de forma maliciosa e de forma dolosa, pois ele tinha conhecimento, dias antes, do seu registro de sua candidatura, de que o Diretório Nacional do PSDB, não concordou com a coligação que o Diretório Municipal teria intenção em fazer com o atual prefeito e solicitou a anulação da ata do PSDB e também, todos os atos dela por venturas inerentes, ordem vinda diretamente do Diretório Nacional do PSDB e mesmo assim, o candidato à reeleição e sua coligação, fez questão de colocar no seu registro de candidatura, que estaria coligando com o PSDB, fazendo isso, com único intuito de passar uma impressão a população e aos eleitores, de que ele teria o apoio de um partido de peso, que é o PSDB.

“Numa cidade pequena, como Peixoto de Azevedo, conta muito para o politico que será candidato, estar rodeado de partidos políticos em sua coligação e o PSDB é um grande partido, forte e respeitado, em nível nacional, com grandes nomes em sua representatividade, como presidentes da republica e, atualmente, continua ocupando mandatos importantíssimos no país” disse o representante.

Ainda sobre, foi explicado que, no entendimento do advogado, o fato do candidato que foi impugnado, quando ele, mesmo sabendo que não poderia constar no seu registro de candidatura, a coligação com o PSDB, porque ele já tinha conhecimento que o Diretório Nacional mandou anular qualquer ata ou qualquer convenção ou coligação com ele, tomou a atitude desrespeitando a decisão do diretório nacional e fez isso tentando mostrar que teria o apoio de um partido de grande importância e isso, configura crime de abuso de poder político.

“Além de ele ter errado em preencher e colocar no seu registro de candidatura, uma coligação com um partido do qual não faz parte e ai foi um erro, ele fez isso de forma maliciosa, fez com o propósito de ostentar poder politico e partidário contra os demais adversários o que incide outra irregularidade, que nas eleições deve prevalecer à igualdade e a isonomia entre os candidatos” frisou.

Além deste ato apresentado, consta outra irregularidade, que também será decidido pela Justiça Eleitoral.

“A outra irregularidade que nós constatamos e que também vai ser decidida pela Justiça Eleitoral, é que ele, o candidato Mauricio, ele não havia juntado certidão negativa de segundo grau criminal federal, e nós sabemos o motivo: é porque ele responde a um processo penal, oriundo do Ministério Publico Federal, perante o Tribunal Regional Federal da primeira região, que engloba o cetro oeste e ele responde a uma ação penal, que esta em andamento, onde o MPF o acusa na qualidade de prefeito, desde 2018, de omitir documentos e de descumprir ordem judicial, o que é crime, além de omitir documentos, a ação penal que iniciou na Comarca de Sinop e hoje esta em grau de recurso, por isso, ele não consegue juntar Certidão Negativa de Crime Federal, porque ele, na verdade, é positivo, ele responde a uma ação penal movida pelo MPF, são acusações graves, com fundamentos e baseadas em provas” finaliza o representante.

Segundo informações, o candidato Mauricio Ferreira de Souza deverá ser intimado para se defender e se manifestar, exercendo seu direito de ampla defesa e logo após, o parecer do MP e a decisão do juízo eleitoral sobre a referida solicitação de impugnação.

 

Fonte:Olhar Cidade