Quinta Feira,14 de Novembro de 2019 São 00h30

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Com trabalho da AL, cartórios simplificam normas para regularização de terras

Deputados Dilmar Dal Bosco (DEM) e Nininho (PSD) se reuniram com instituições e intermediaram ação no Tribunal de Justiça
28/06/2019 - 15:09:57

O deputado Dilmar Dal Bosco (DEM) elogiou a postura do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), que na última segunda-feira (24) publicou em seu Diário Oficial a padronização para o procedimento do georreferenciamento no estado visando desburocratizar o sistema de regularização de terras produtivas. Agora, todos os cartórios mato-grossenses deverão seguir um único check list, com 11 documentos para a realização do processo, sem prejuízos aos órgãos de controle como Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), Instituto de Terra de Mato Grosso (Intermat) e aos produtores rurais.

“É uma maneira de desburocratizar o Estado. Ao fazer que os cartórios tenham que cumprir as mesmas exigências, o Estado ganha agilidade e facilita a vida do cidadão que produz em Mato Grosso. Este também é o papel do parlamentar. A Assembleia foi provocada e nos unimos a outras instituições para chegarmos a um acordo que, no meu entendimento, ficou bom para todos”, declarou Dilmar.

O provimento do Tribunal de Justiça atende ao Termo de Acordo de Mediação Extrajudicial firmado entre a Associação dos Produtores de Soja e Milho (Aprosoja), Associação dos Notários e Registradores (Anoreg), Incra, Intermat e a Assembleia Legislativa, representada por Dilmar Dal Bosco e pelo presidente da Comissão de Agropecuária, Desenvolvimento Florestal e Agrário e Regularização Fundiária, deputado Nininho (PSD).

O acordo foi mediado pela Câmara de Mediação, Conciliação e Arbitragem (Amis) e, ao longo de três sessões, as entidades participantes construíram o check list de documentos que deverão ser solicitados pelos cartórios dos 141 municípios mato-grossenses.

Fonte:MARCO STAMM / Assessoria