Terça Feira,19 de Novembro de 2019 São 19h52

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Janaina diz que AL terá nome em disputa ao Senado; Botelho, Max e Dilmar cotados

17/09/2019 - 16:31:29

A vice-presidente da Assembleia, deputada Janaina Riva (MDB), defendeu que os deputados estaduais lancem uma candidatura para a possível disputa ao Senado que se desenha com a cassação do mandato da senadora Selma Arruda (PSL). Janaina citou os nomes do presidente da Assembleia, deputado Eduardo Botelho (DEM), do 1º secretário, Max Russi (PSB) e do líder do governo, Dilmar Dal Bosco (DEM), como possíveis candidatos.

Selma Arruda teve o mandato cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) e aguarda decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para uma possível confirmação da decisão. A Procuradoria-Geral da República já se posicionou pela cassação do mandato por prática de caixa 2 e abuso de poder econômico durante a pré-campanha e a campanha de 2018.

Sendo confirmada a cassação, uma nova eleição para o Senado deverá acontecer em Mato Grosso. Janaina estima que cerca de 10 candidaturas devem ser lançadas.

“Talvez um candidato da Assembleia seja privilegiado por ter colegas parlamentares em toda a base do Estado de Mato Grosso, que é grande, é complexo, não é simples como parece. Uma candidatura ao Senado, que deve ser de 30 dias, só alguém que conheça muito bem o Estado para ter proximidade com todas as regiões e poder articular uma campanha rápida. Acho que a Assembleia, nesses aspectos, está muito privilegiada, isso em relação aos parlamentares. Agora, é claro que é difícil tirar um consenso de uma Assembleia com 24 deputados. Cada um pensa de um jeito”, avaliou.

Ela não descartou que, além de um dos deputados se colocar na disputa, os parlamentares também poderiam apoiar candidatura única. Para a parlamentar, se 18 deputados se reunirem em torno de um nome, seria suficiente para garantir uma possível vitória. A ideia é de um candidato “suprapartidário”.

“O nosso interesse seria ter um senador que correspondesse aos municípios para ganhar as eleições, porque a gente acha que dividir nesse momento, a chance de perder a eleição é grande. Se os partidos não derem conta de fazer isso por si só, a Assembleia se reúne em torno de uma candidatura única”, declarou.

Janaina disse considerar “irreversível” a cassação, por unanimidade, estabelecida pelo TRE-MT e defendeu também que o candidato dos deputados estaduais tenha um perfil mais “político”.

 

Fonte: Mikhail Favalessa e Jacques Gosch

Fonte:Portal da Politica