Quinta Feira,06 de Agosto de 2020 São 08h29

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Advogado, policial e mais 31 presos na operação em Sinop, Sorriso, Alta Floresta contra tráfico de drogas

09/07/2020 - 07:34:43

O delegado e coordenador da operação Vitae III, Pablo Carneiro, confirmou, em entrevista, que foram cumpridos os 87 mandados judiciais de prisões e de buscas e apreensões contra alvos envolvidos com o tráfico de drogas e organização criminosa em Sinop, Sorriso, Alta Floresta, Juína, Nova Monte Verde, Carlinda, Panaraíta, Cotriguaçu e Juruena. Entre os 33 presos está uma policial do sistema prisional e um advogado. Foram apreendidas 7 armas de fogo e munições.

“A policial foi presa em Alta Floresta. Já o advogado foi encontrado em Cuiabá. Os dois vão responder por associação para o tráfico de drogas. Todos os indícios apontam que fazem parte da organização criminosa. Não podemos ainda entrar muito em detalhes agora. Apenas é possível afirmar que temos os indícios necessários do envolvimento deles. As investigações começaram em fevereiro e conseguimos identificar alguns integrantes e a função de cada deles. Agora, vamos concluir o inquérito nos próximos 10 dias”, afirmou Carneiro.

Outros dois homens foram presos, esta manhã. Um foi em Sorriso, no bairro São José contra um jovem, de 23 anos, que estava armado com um revólver calibre 38 com munições. Já em Sinop, um homem, de 27 anos, foi preso no bairro Jardim Paulista por policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE).

As investigações para desmantelar a organização criminosa, que age principalmente em cidades das regiões de Alta Floresta e de Juína, teve início em fevereiro, a partir de investigação da delegacia da Polícia Civil de Alta Floresta, quando foram realizadas outras duas etapas da operação resultando em prisões de diversas pessoas envolvidas com  tráfico e abastecimento de pontos de venda de drogas.

Participaram das ações policiais da Polícia Civil, PM, Sistema Penitenciário, Corpo de Bombeiros, Politec e de policiais da Gerência de Operações Especiais (GOE), Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Delegacia de Repressão a Entorpecentes e Polinter.

Fonte:Só Notícias- Cleber Romero