Quinta Feira,21 de Novembro de 2019 São 20h31

ECONOMIA CIDADES GERAL POLÍCIA POLÍTICA ESPORTE ENTRETENIMENTO DESTAQUE SOCIAL EDITORIAL PUBLICAÇÕES

PÁGINA INICIAL

FALE CONOSCO

Segurança de condomínio de luxo mata porteira a tiros e foge

25/09/2019 - 16:22:38

Um homicídio no Condomínio Village do Cerrado, em Rondonópolis (220 km de Cuiabá), na tarde dessa terça-feira (24), chocou moradores e funcionários do local.

 

Um dos seguranças armados da empresa que presta serviços no condomínio de luxo descarregou uma arma na porteira do local, de 41 anos, que morreu a caminho do hospital.

Conforme o boletim de ocorrência, quando a Polícia Militar chegou ao local, Renecleia Aparecida Bispo estava caída no chão, mas ainda com vida. Na sala da portaria também estavam seis cápsulas deflagradas.

Outros funcionários, que testemunharam o crime, contaram que o segurança Bruno de Lima Pereira, 27 anos, fugiu em uma motocicleta em direção ao Bairro Jardim Atlântico, logo após o crime, usando um uniforme de cor azul e sem capacete.

Em seguida, os policiais receberam a informação de que um homem com as mesmas características descritas pelas testemunhas tinha batido em uma caminhonete na MT-270, saída para Guiratinga (330 km de Cuiabá), a cerca de um quilômetro da Ponte da Vila Paulista.

A equipe foi até o local e encontrou a motocicleta utilizada para a fuga, uma Honda Fan 150 de cor prata, caída às margens da rodovia.

Testemunhas disseram que o veículo encostou na motocicleta e forçando a queda do condutor e que, assim que caiu, ele entrou em um pasto às margens da rodovia, rumo ao Rio Vermelho, e fugiu deixando a arma supostamente utilizada no homicídio para trás, um revólver calibre 38.

Policiais militares cercaram o local com várias viaturas e um grupo viu o suspeito atravessando o Rio Vermelho. Uma equipe da Força Tática atravessou o rio com uma embarcação, mas não conseguiu encontrar Bruno de Lima, que, possivelmente, escondeu-se em uma área de vegetação densa pertencente à Aldeia Tadarimana.

A porteira Renecleia Aparecida Bispo foi socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas não resistiu aos ferimentos e morreu a caminho do hospital.

O caso será investigado pela Polícia Judiciária Civil e Bruno de Lima Pereira segue foragido.

Fonte:Karina Cabral- O Livre